PUBLICIDADE

BRT TransOeste

O Corredor TransOeste é a principal conexão entre a região oeste do Rio de Janeiro e alguns bairros da zona norte, próximos à Avenida Brasil. O sistema foi inaugurado em junho de 2012 com 40km de extensão e 35 terminais de paradas para ônibus articulado, chamado de "Ligeirão".

No corredor, há 9 pontos de integração e 74 estações em toda sua extensão. Atualmente a velocidade dos ônibus que operam no trecho da implantação do TransOeste é de 25km/h, mas a expectativa é que o corredor passará a operar a 34km/h.

Além dos ônibus articulados, com linhas expressas e paradoras, seu corredor central contará com linhas complementares, operadas com ônibus menores nos bairros periféricos. A Transoeste está dividida em cinco percursos: no denominado trecho zero da obra, que será construído quando a Linha 4 do metrô for inaugurada, o corredor vai se estender por seis quilômetros do Jardim Oceânico – onde fará integração com o Metrô – até o Terminal Alvorada. Os ônibus articulados circularão pelas faixas centrais da Avenida das Américas e farão parada nas estações instaladas sobre o canteiro central.

Status do BRT

Projeto básico/executivo  Concluído

Edital de licitação  Concluído

Obras  Concluída a primeira fase / em obras

Operação   Primeira fase em operação/março de 2014

 

FICHA TÉCNICA

Nome do BRT  TransOeste

Bairro/Cidade/UF  Barra da Tijuca, Santa Cruz e Campo Grande – Zona Oeste – Rio de Janeiro

Extensão (Km) 56 km

Capacidade   220 mil por dia

Frota operacional 230 articulados

Estimativa de atendimento  50 mil hora/pico

Características do serviço 74 estações

Terminais de integração  9 terminais

Benefícios conforto aos passageiros; redução do tempo de espera; redução do tempo de viagem; e revitalização de vias e acessos

Custo R$ 770 milhões

Fonte de custeio   PAC Mobilidade Grandes Cidades

Fontes: Prefeitura do Rio de Janeiro e Caderno Térnico de BRT - NTU

Atualizado: 22 de abril de 2014

PUBLICIDADE